Projeto ajuda empreendedores a sair da informalidade e ganhar mais dinheiro.

By Dicas de Negocios PME - 09:16

Ônibus sai às ruas no RS para orientar quem quer abrir empresa

Público também recebe orientações para obter uma linha de crédito.

 PEGN - G1
Um ônibus diferente ajuda quem quer sair da informalidade em Porto Alegre. O projeto “Linha da Pequena Empresa” é uma iniciativa do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Prefeitura, e é muito procurado por pintores, pedreiros, cabeleireiras e donos de bazares.
O projeto começou em abril de 2011 e já atendeu mais de 7 mil pessoas.
A central de atendimento móvel passa pelos maiores bairros da capital gaúcha.
Se o passageiro estiver com todos os documentos em ordem, ele sai do ônibus formalizado em menos de 10 minutos, podendo emitir notas fiscais e ter acesso aos direitos da Previdência Social.
“Quem nos procura são pessoas que têm empresa ainda informal e vem até o ônibus nos questionar como formalizar sua empresa”, explica Janaína Medeiros, do Sebrae Porto Alegre.
A maioria das pessoas que procuram o serviço se enquadra na categoria de Microeempreendedor Individual (MEI). Para se enquadrar no programa, o profissional pode faturar até R$ 60 mil por ano e ter, no máximo, um funcionário.
Linha de crédito
Quem embarca no ônibus do Sebrae também recebe orientações de como obter uma linha de crédito especial para microempreendedores individuais no Rio Grande do Sul. Os empréstimos vão de R$ 100 a R$ 15 mil e são feito pelos banco do estado.
O serviço também é útil para quem já tem uma empresa aberta. O pintor Rudimar Domingos procurou o atendimento porque precisava pagar taxas atrasadas. As guias de pagamento foram impressas ali mesmo.
“Eu disse: ‘Vou ver se consigo’. Consegui e não preciso voltar outro dia. Coloquei em dia o que estava em atraso e ainda consegui um tempo porque tempo hoje em dia o cara não consegue”, diz o pintor.
O empresário Marco Antonio Rodrigues, que que vende roupas e perfumes, procurou o atendimento da linha da pequena empresa em 2011. Ele conta que os negócios melhoraram após a formalização como microempreendedor individual.
“A formalização veio, a documentação veio, os clientes vieram, entendeu? E dos R$ 2.500, R$ 2.000 foi para R$ 5.500”, diz.
O ônibus fica à disposição do público durante uma semana em cada bairro. O atendimento é das 9h às 17h. Depois de se formalizar o microempresário que quiser um atendimento personalizado pode procurar o escritório do Sebrae na região.
“Nós temos cursos de capacitação paro empreendedor individual que são gratuitos e temos assessorias individuais pelo Sebrae. Uma hora de agendamento com o técnico não tem custo nenhum, essas soluções são focadas no empreendedor individual”, diz Janaína Medeiros, do Sebrae.

Fonte: PEGN - G1
 
Contato:
SEBRAE
Central de Relacionamento: 0800-570-0800
Site: www.sebrae.com.br

  • Compartilhar:

Você pode gostar também

0 comentários

Comentem sobre as matérias e o seu comentário será postado.