Empresário fatura R$ 300 mil por mês com fábrica de escovas

By Dicas de Negocios PME - 13:25

Empresa cresce em média 20% ao ano, segundo proprietário.
São dez modelos - a mais barata, com base de madeira, custa R$ 20.


Rodrigo Hernandes era comprador numa fábrica de enceradeiras industriais. Ele sentiu na pele a dificuldade de encontrar no mercado escova para os equipamentos. Diante disso, deixou o emprego e, em 2001, montou uma fábrica de escovas para limpeza.

“O mercado estava carente desse material e nesse nicho eu vi a possibilidade de dar certo de uma empresa crescer”, disse o empresário Rodrigo Hernandes.

O empresário acertou. Desde o começo, a empresa cresce em média 20% ao ano. Hoje, faz oito mil escovas por mês.
“Os nossos maiores cliente são os próprios fabricantes de enceradeira, lavadoras e varredoras de piso, mas nós vendemos para todo Brasil”, disse Rodrigo Hernandes.

A produção começa em uma máquina que corta o compensado de madeira em círculos - é a base da escova. Outra máquina fura a madeira e fixa as cerdas.

A máquina é tão rápida que não dá para ver, mas as cerdas são presas com arame, que funciona como um grampo na madeira. Uma escova como esta tem quase oito mil cerdas. São elas que determinam o uso do produto. Por exemplo, cerdas flexíveis, de nylon, são usadas para lustrar, dar brilho. Já para a limpeza pesada do pós-obra, vai  outro tipo de cerda, feita de aço.”

São dez modelos de escovas. A mais barata, com base de madeira, custa R$ 20 cada. A fábrica também produz escovas cilíndricas com base de polipropileno, para carros de limpeza. O preço é bem mais alto: R$ 1.000 cada.  Mas a empresa descobriu um nicho de mercado: reformar escovas usadas. Eles trocam as cerdas, a escova fica como nova e sai bem mais barato.

“Por ser uma escova muito cara quem nos procurou e fez a gente enxergar foi o próprio cliente. Então, conseguimos desenvolver a reforma dessa escova e que fica um custo, para ele, em 60% um preço da nova”, disse Rodrigo Hernandes.

O investimento para montar uma fábrica de escovas de limpeza é de R$ 300 mil. Inclui maquinário, matéria prima e aluguel de espaço. Segundo o empresário, o mercado está aquecido, mas é exigente. Faz questão de cerdas de alta qualidade.
“Nosso faturamento hoje está girando em torno de R$ 280, R$ 300 mil por mês”, disse Rodrigo Hernandes.
Eli Moreira é cliente da fábrica de escovas, desde 2009. Ele descobriu outra maneira de ganhar dinheiro com o produto: prestar serviços de limpeza.
“Nós prestamos serviço para grandes construtoras de São Paulo e interior, e os arquitetos”, disse o cliente Eli Moreira.
A empresa de Eli compra 40 escovas por mês, e trabalha com uma equipe de 26 profissionais.
Eles fixam a escova na enceradeira - uma para cada tipo de piso-, despejam os produtos químicos e começam a limpeza. Fazem, em média, 30 trabalhos por mês. O preço vai de R$ 12 o metro quadrado, só para lavagem, até R$ 100 reais o metro quadrado, no caso de tratamento e impermeabilização do piso.  
“Essa escova é uma das melhores que nós trabalhamos, a durabilidade dela é maior, faz mais por metro quadrado, gasta muito menos, e nos dá rendimento no nosso trabalho”, disse Eli.
Eli garante que este é um mercado aquecido, mesmo com a economia brasileira crescendo pouco. No último ano, a procura pelo serviço de limpeza de piso cresceu 14%.
“É um mercado que nós vemos crescimento diário, cada vez que estamos trabalhando, não ficamos sem trabalho no mês seguinte, está crescendo bastante, nós não sentimos a crise”, disse o cliente.

CONTATOS:
ESCOVAS SANTA CLARA
Empresário Rodrigo Romero Hernandes
Rua Lavínia Ribeiro, 15 – Vila Diva
São Paulo/SP - CEP: 03351-110
Telefone: (11) 2925-4327
www.escovasantaclara.com.br

  • Compartilhar:

Você pode gostar também

0 comentários

Comentem sobre as matérias e o seu comentário será postado.